Slider
Radio Portal Inconfidentes
25 Visualizações

‘Não tem Carnaval de 2022’, diz Atila Iamarino sobre pandemia de covid-19 no Brasil

Doutor em virologia recomenda vacinação rápida e medidas de isolamento social 

Live já teve mais de meio milhão de visualizações

A vacinação dos brasileiros contra covid-19 pode não ser suficiente para conter o novo coronavírus no Brasil. O alerta foi feito pelo doutor em virologia e pós-douto pela Universidade de Yale, Atila Iamarino, em live na última quarta-feira (31) já visualizada por mais de meio milhão de pessoas. O microbiologista prega vacinação rápida acompanhada de isolamento social, uso de máscara e até lockdown, em determinadas situações. Sem esse conjunto de ações, Atila diz, com base em estudos científicos, que a pandemia pode durar anos no Brasil. 

Iamarino ressalta que a vacinação isolada não garante realização de eventos com aglomerações, como Carnaval. “Sem essas medidas, sem o distanciamento, sem essas outras coisas, se prepara porque isso não vai passar. Não tem Carnaval de 2022. E não sou que estou falando, estou constatando o que está acontecendo. A gente está com o braço quebrado e se a gente não parar para deixar esse braço regenerar, ele vai continuar doendo, você vai continuar sem poder usar esse braço e vai continuar com ele machucado. A gente tem que colocar o gesso, deixar aquilo parado, deixar cicatrizar, curar e depois voltar a usar bem. O Brasil não está deixando a ferida da covid-19 cicatrizar”, disse Atila durante a live ‘Ainda vai demorar’.

Para embasar a argumentação, Atila citou informações dos Estados Unidos e do Chile, países que estão com vacinação avançada, mas voltaram a registrar aumento de casos. O que a gente está fazendo agora não resolve a pandemia de covid-19. Vamos ter outros países que estão vacinando rápido e fechados reabrindo, Estados Unidos estão ensaiando dia de Ação de Graças com as pessoas se reunindo no final de 2021, e o Brasil vai continuar com os casos explodindo aqui e fronteiras fechadas por uns bons anos, se a gente continuar na estratégia que a gente está agora. Por uns bons anos! Não é um ano, se a gente continuar vacinando pouco e contendo pouco o vírus”, alerta. 
O doutor em virologia recomenda que donos de negócios que têm aglomeração de pessoas comecem a fazer adequações.“Então, se você tem comércio, se você depende de aglomeração de pessoas, se você precisa de um ambiente que as pessoas precisam se juntar para trabalhar, se prepara para uma longa jornada. Pense em readequar o seu espaço, pense em fazer mesa de alimentação em área externa, pense em abrir janelas no seu ambiente para deixar o ar circular, porque esse vírus não vai embora. E o Brasil está garantindo isso aqui. Saiba que esse é um problema longo e vai demandar uma ação longa, inclusive por falta de ação de agora”, alertou.

Publicado em: 04/04/21


Escreva sua resposta

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Card image