Slider
Radio Portal Inconfidentes

China e Nova Zelândia mostram que não há como se livrar do coronavírus…

Publicado em: 17/06/20

Os recentes casos do novo coronavírus confirmados na China e na Nova Zelândia, após períodos consideráveis sem registros da doença, mostram que não há como se livrar do vírus e alimentam a tendência de que a covid-19 se tornará endêmica. No caso do país asiático, foram identificados 27 novos casos ontem em Pequim, e mais de uma centena de contaminados na capital desde o último dia 12. A endemia se caracteriza quando o vírus não se dissipa totalmente, e a doença acaba se manifestando com frequência em determinadas regiões, geralmente provocada por circunstâncias ou causas locais. Os tipos de influenza A e B, por exemplo, são considerados endêmicos no Brasil.

China amenizou a chamada transmissão comunitária há cerca de dois meses, mas os novos casos fomentaram a preocupação das autoridades de saúde do país. Com mais de 21 milhões de habitantes, Pequim iniciou uma operação que envolve cerca de 100 mil trabalhadores que devem destrinchar as mais de sete mil comunidades residenciais e vilarejos da cidade. Xu Ying, funcionário do comitê municipal do Partido Comunista da China em Pequim, chamou a operação de “batalha contra a doença” em entrevista coletiva. “O risco de propagação da epidemia é muito alto, por isso devemos tomar medidas resolutas e decisivas”, disse Xu Hejian, porta-voz do governo da cidade de Pequim.

“A OMS está trabalhando muito de perto com as autoridades chinesas para entender quais são exatamente os riscos [da nova onda de contágio], e qualquer orientação internacional será feita em conformidade [com a China]”, disse o diretor executivo do Programa de Emergências em Saúde da OMS (Organização Mundial da Saúde), Michael Ryan, em entrevista coletiva transmitida na última segunda-feira (15). A organização informou ainda que vários epidemiologistas têm trabalhado com os chineses no escritório da OMS em Pequim, citando cooperação com o Centro Chinês de Controle e Prevenção de Doenças….


Escreva sua resposta

Seu e-mail não será publicado.

*
*