• Programa Minha Galera Faz Eco premia escolas de Nova Lima, Itabirito e Brumadinho

    Programa Minha Galera Faz Eco premia escolas de Nova Lima, Itabirito e Brumadinho

    Colégio Santo Agostinho de Nova Lima conquistou o primeiro lugar e a
    Escola Municipal Manoel Salvador de Oliveira, de Itabirito, foi a
    vice-campeã; a terceira colocação ficou com a Escola Municipal Leon
    Renault, de Brumadinho



    Cinco escolas de Itabirito, Nova Lima e Brumadinho participaram, no dia 28
    de novembro, da etapa final do programa Minha Galera Faz Eco 2018,
    promovido pela Coca-Cola FEMSA Brasil. O evento foi realizado no Espaço
    Norma Brandão, em Nova Lima, e incluiu a apresentação dos projetos de
    sustentabilidade desenvolvidos pelos estudantes, que foram avaliados por um
    júri técnico levando em consideração criatividade, impacto e potencial de
    alcance do projeto, engajamento dos alunos e replicabilidade.


    A escola campeã foi o Colégio Santo Agostinho (unidade Nova Lima), que
    propôs a criação de um Grupo de Trabalho de Envolvimento e Iniciativa
    Ambiental. Como o colégio já tem a sustentabilidade bem desenvolvida
    internamente, os estudantes decidiram levar o conceito para a comunidade do
    entorno. Inicialmente, duas igrejas, uma creche e um condomínio serão
    beneficiados com a “Teia da Sustentabilidade”. Como prêmio, a escola
    receberá R$ 5 mil destinados à implementação do projeto e os estudantes vão
    ganhar um passeio para comemorar o título no distrito de Casa Branca, em
    Brumadinho.

    Segundo o professor de geografia do Santo Agostinho, Saulo Soares, a
    proposta é tornar os alunos disseminadores da sustentabilidade, oferecendo
    em outros ambientes os conhecimentos e práticas que vivenciam na escola.
    “Os estudantes vão divulgar a coleta seletiva em seus ambientes sociais,
    ensinando, a partir de oficinas, a importância de separar e dar o destino
    correto ao lixo.


    Como a escola possui Ecopontos para a coleta seletiva, o objetivo é tornar
    isso mais conhecido pela comunidade, diminuindo a pressão nos aterros
    sanitários e gerando renda para a Ascap (Associação dos Catadores de Papel
    e Material Reciclável de Nova Lima)", afirma. Também estão previstas
    atividades de voluntariado, com dinâmicas que visem práticas mais
    sustentáveis em creches e asilos de Nova Lima, promovendo oficinas de
    compostagem, minhocário e cultivo de horta.


    O projeto vice-campeão do Minha Galera Faz Eco 2018 foi desenvolvido pelos
    estudantes da Escola Municipal Manoel Salvador de Oliveira, de Itabirito. O
    objetivo é construir uma praça sustentável em uma área subutilizada do
    colégio. Já o terceiro lugar ficou com a Escola Municipal Leon Renault, de
    Brumadinho, em que os alunos propõem que seja realizada uma reforma na
    biblioteca da instituição.

    O programa Minha Galera Faz Eco consiste em um concurso entre escolas
    municipais, estaduais e particulares das cidades de Brumadinho, Itabirito e
    Nova Lima. A iniciativa tem como objetivo disseminar a importância da
    preservação ambiental entre os jovens estudantes, além de fomentar a
    educação sustentável em toda a comunidade. Neste ano, participaram do
    concurso 14 instituições e o tema foi “Como a minha escola pode ser mais
    sustentável?”.


    Todos os alunos elaboraram cases com o objetivo de gerar benefícios diretos
    ao meio ambiente com impactos positivos na comunidade, município ou Estado.
    Eles contaram com o suporte de uma apostila preparada exclusivamente para o
    programa com conteúdo pedagógico que aborda a temática da conservação
    ambiental e sustentabilidade. No decorrer do programa, realizaram tarefas,
    como “quiz” e desafios para promover a sustentabilidade em sua comunidade,
    que serviram de base para o desenvolvimento de um projeto final.



    De acordo com a gerente de Comunicação Externa e Sustentabilidade da
    Coca-Cola FEMSA Brasil, Wanessa Scabora, a meta do Minha Galera Faz Eco é
    levar o debate sobre sustentabilidade para além das paredes das escolas. "O
    programa tem como objetivo conscientizar a população sobre a importância do
    consumo consciente e a destinação correta dos resíduos, além de promover a
    educação ambiental nas escolas. Assim, reforçamos o compromisso da
    Coca-Cola FEMSA Brasil com a questão socioambiental", afirma.



    *Sobre a Coca-Cola FEMSA*

    Coca-Cola FEMSA, SAB de C.V é a maior engarrafadora do mundo em volume de
    vendas. A empresa produz e distribui bebidas das marcas registradas da The
    Coca-Cola Company, oferecendo um amplo portfólio de 169 marcas para mais de
    396 milhões de consumidores a cada dia. Com mais de 100 mil funcionários, a
    empresa vende cerca de 4 bilhões de caixas unitárias por meio de 2,8
    milhões de pontos de venda por ano. Operando 67 fábricas e 344 centros de
    distribuição, a Coca-Cola FEMSA está comprometida com a criação de valor
    econômico, social e ambiental para todos os seus grupos de interesse em
    toda a cadeia de valor.

    A companhia é membro do Índice de Sustentabilidade de Mercados Emergentes
    da Dow Jones, Índice de Sustentabilidade MILA Pacific Alliance da Dow
    Jones, FTSE4Good Emerging Index, dos índices IPC e de Responsabilidade
    Social e Sustentabilidade da Bolsa Mexicana de Valores, entre outros
    índices. Tem operações em determinados territórios no México, Brasil,
    Colômbia, Argentina e Guatemala, e a nível nacional na Nicarágua, Costa
    Rica, Panamá, Uruguai, Venezuela e Filipinas. Para mais informações, visite
    www.coca-colafemsa.com.

    No Brasil, a empresa está presente como Coca-Cola FEMSA Brasil em 48% do
    território nacional, empregando cerca de 20 mil funcionários e atendendo
    mais de 88 milhões de consumidores, distribuídos nos estados de São Paulo,
    Paraná, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do
    Sul, Santa Catarina e em parte do estado de Goiás. No Brasil, são nove
    fábricas, 44 centros de distribuição, 24 Cross Dockings e 21 Cross Trucks,
    sendo a unidade de Jundiaí (SP) a maior no mundo em volume de vendas em
    produtos Coca-Cola.